ADRA Amazonas chega à cidade coberta pelas águas

Em Anamã os moradores só conseguem sair em canoas
Em Anamã os moradores só conseguem sair em canoas

No dia 25 de junho de 2009 o nível das águas do Rio Negro, no Amazonas, alcançou o nível de 29 metros e 72 centímetros, superando a cheia de 1953. No dia 26, a ADRA Amazonas partiu de Manaus com cerca de 40 voluntários rumo ao município de Anamã (a 165 km da capital). Foram mais de 12 horas de viagem somando o transporte de ônibus e barco. Funcionários da Associação Central Amazonas, Hospital Adventista de Manaus, escolas adventistas, e alunos voluntários do instituto Adventista Paranaense participaram.

CLIQUE AQUI PARA VER AS FOTOS

A equipe chegou cedo ao local e viu a cidade completamente alagada. Para descarregar os alimentos e distribuir as cestas foi necessário aportar em um flutuante, como são chamados os galpões ou casas construídos sobre troncos de árvores. Foi realizado um culto, e logo depois as famílias começaram a ser cadastradas. Ao circular pelo que, antes eram ruas, nossa equipe conferiu os efeitos da maior cheia no Amazonas nos últimos 107 anos. Telefones públicos, praças, escolas, comércios, igrejas, prefeitura, delegacia, todos cercados ou cobertos por água. As ruas se transformaram em braços do rio, em alguns lugares só se via os telhados das casas.

“Temos dificuldades em conseguir alimentos com essa enchente. Eu gosto de trabalhar, mas agora amanhece o dia e a gente fica espiando a água, esperando a vontade de Deus até baixar as águas”, desabafou Maria Ferreira Vera, que desde abril está sem poder trabalhar.

Os agricultores perderam suas plantações, e para que os animais como galinhas e bois não morressem foram acomodados em marombas, que são assoalhos suspensos. No flutuante, as pessoas chegavam através do único meio de transporte disponível, as canoas. Homens, mulheres, crianças e idosos de todos os lados apareciam na esperança de receber alguns dos 19 mil quilos de alimentos que estavam no barco. Segundo o diretor da ADRA para a América do Sul, pastor Günter Valauer, “a cidade de Anamã não vai esquecer-se da ação da ADRA e a IASD. Isso abre portas para o evangelho porque as pessoas estão vendo o benefício a toda comunidade independentemente de religião”.   

Na cidade moram pelo menos quatro mil pessoas, mas contando com as comunidades ao redor esse número sobre para nove mil. O prefeito de Anamã, Raimundo Chicó, acompanhou a distribuição dos alimentos junto aos responsáveis pela defesa civil do município. Ele ainda indicou outras comunidades próximas que necessitavam de ajuda. “Essa foi uma ação muito bonita. Eu fiquei feliz em ver que no mundo há pessoas que se preocupam com o ser humano, com o seu próximo. Estamos muito agradecidos a vocês pelo apoio”, concluiu.

Dos 62 municípios do Amazonas, a enchente atingiu 55. O nível do rio Negro desceu pela primeira vez em dois meses na sexta-feira, dia 03 de julho,  com a marca de 29,75 m, dois centímetros abaixo da cota registrada na quarta-feira. Especialistas em hidrologia dizem que ainda é cedo para determinar que o rio vai começar a descer definitivamente, apesar da estação seca, quando a quantidade de chuvas cai drasticamente, já ter começado na região Amazônica. “Se o nível (do rio) continuar descendo, é bem provável que ele chegue à cota de 29 lá pelo final do mês de julho, o que deverá diminuir o sofrimento da população ribeirinha”, disse o superintendente do Serviço Geológico do Brasil (CPRM), Marco Antônio Oliveira.

Até agora a ADRA Amazonas auxiliou os municípios de Barreirinhas, Anamã, Caapiranga, Manacapuru, Iranduba, e mais algumas comunidades. A parceria entre escolas, igrejas, e ADRA resultou na distribuição de 50 mil 171 quilos de alimentos a cerca de três mil famílias vítimas da enchente.

Um comentário em “ADRA Amazonas chega à cidade coberta pelas águas

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: