“Vida por Vidas” lota hemocentro em Manaus

Jovens chegaram cedo ao hemocentro com suas caravanas
Jovens chegaram cedo ao hemocentro com suas caravanas

No sábado, dia 02 de maio, o Hemocentro de Manaus ficou repleto de jovens doadores de sangue. Aconteceu o lançamento do Projeto Vida Por Vidas, organizado pela Igreja Adventista do Sétimo Dia, e que acontece simultaneamente em várias cidades do Brasil e de países da América do Sul. O objetivo é conscientizar as pessoas sobre a importância de se tornar um doador sistemático de sangue, e manter o hemocentro abastecido.

Foram 300 pessoas que, pela manhã e tarde, levaram o atendimento e coleta ao limite diário. A cada sábado até o final desse mês, a Igreja vai enviar 300 jovens de variados bairros para doarem sangue. O período foi escolhido em função do calendário de retiros das igrejas – que geralmente acontecem durante o carnaval – onde os membros viajam para sítios, chácaras e fazendas. Como o doador precisa se ausentar pelo menos dois meses de áreas com risco de contaminação de malária e febre amarela, o projeto foi marcado para maio.

Segundo a diretora do hemocentro, doutora Hildéia Galvão, o projeto é referência nacional e internacional. “Em todos os congressos que vamos e discussões sobre captação de sangue, o Projeto Vida por Vidas é relatado como um evento de sucesso. Além de aumentar o estoque de sangue, ele educa. Cada jovem desses passa a conscientizar a sociedade, e se torna um doador freqüente. Isso além de um ato de amor, é também cidadania”, concluiu.

Um dado ressaltado pela gerente de captação, doutora Cristina Muniz, é o aproveitamento; “Na coleta de doadores pela primeira vez entre os jovens adventistas o índice de aproveitamento é de 70%, enquanto em uma coleta externa é de apenas 50%.” Em dias normais o hemocentro trabalha com quatro técnicos em hemoterapia que chegam a coletar até 40 bolsas de sangue. Para o atendimento do Vida Por Vidas, no sábado, foi mobilizado o dobro de técnicos,  que coletaram 130 bolsas de sangue.

O slogan do Vida Por Vidas em 2009 é “não falta sangue, faltam pessoas”. Mas se depender da disposição dos jovens adventistas, pessoas não vão faltar. “Aqui tem sangue, e tem muitas pessoas também. Somando as nossas duas sedes contabilizamos mais de 15 mil jovens cadastrados e potencialmente integrados ao Vida Por Vidas”, destacou o diretor dos jovens adventistas da Associação Central Amazonas – uma das sedes da Igreja Adventista em Manaus – pastor Luiz Aleluia. Ele ainda afirmou que a iniciativa é para auxiliar as pessoas independentemente da religião, a exemplo de Jesus Cristo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: