Em busca da vida, e do favor do Senhor

42-20167275Provérbios 8:35-36 fala de dois tipos de pessoas; os que procuram o Senhor, e os que pecam contra Ele. Nós inevitavelmente estamos em dos grupos. Às vezes na inércia que preferimos viver temos a falsa impressão que não somos tão maus, e nem estamos pecando contra o Senhor. Mas isso já é um sinal de como estamos vivendo longe Dele.

Já diz o chavão, “as aparências enganam”, e isso é realmente a mais pura verdade. Quando Paulo esteve durante dois anos pregando, ensinando e testemunhando em Éfeso, ao freqüentar a sinagoga (escola de Tirano) falava ousadamente. Com isso ele persuadia as pessoas sobre o reino de Deus. O poder que ele recebera de Deus era tão impressionante, que fazia milagres extraordinários.

A coisa era tão séria, que os enfermos levavam apenas seus pertences como; lenços e aventais, e diante da simples presença do homem de Deus, as enfermidades fugiam das suas vítimas. Eu imagino que isso impressionava, e gerava muita expectativa no povo. Com certeza isso fazia com que muitos se interessassem verdadeiramente em seguir os passos de Paulo. Fazer a vontade de Deus, levar e ser benção para as pessoas.

Posso até imaginar jovens e adultos sonhando receber o mesmo poder de Deus, e poder pregar com tanta autoridade. Realizar proezas em nome de Cristo. Mas sei também que havia quem gostaria de tudo isso, mas sem ter um real compromisso com Jesus.  Esses provavelmente se encantaram pela influência que poderiam exercer sobre as pessoas. Pensaram que agindo da mesma maneira iriam adquirir respeito e destaque para si.

Hoje encontramos pessoas assim em nossas igrejas. Já ouviram falar de Jesus, já viras pessoas serem curadas. Testemunharam como Deus usa homem e mulheres que se colocam em suas mãos como instrumentos de salvação. Mas, infelizmente pessoas como os sete filhos do judeu sumo sacerdote chamado Cevas (que encontramos em Atos 19). Esses jovens, considerados “exorcistas ambulantes” tentavam invocar o nome do Senhor Jesus sobre possessos de espíritos malignos.

Às vezes, assim como eles, tentamos através do nosso “pseudo” cristianismo julgar, e pior, tentar repreender o mal. Como viam Paulo fazer, eles pretendiam em nome do Deus de Paulo mostrar “serviço” diante do povo.   Mas isso não bastou. A oportunidade que satanás esperava para desqualificá-los surgiu. Diante do povo, o espírito maligno declarou: “Conheço a Jesus e sei quem é Paulo; mas vós, quem sois?”.

“E o possesso do espírito maligno saltou sobre eles, subjugando a todos, e, de tal modo prevaleceu contra eles, que desnudos, e feridos fugiram daquela casa.” Atos 19:16. Mente fraca, coração vazio, pessoas como sepulcro caiado. Assim muitos vivem, iludidos, vivendo uma ficção, acreditando que somente as obras apresentadas são suficientes para torná-los salvos. Outros, cientes de sua condição, vivem temendo a hora em que terão que pagar o preço pelas suas escolhas.

O que pecado contra Deus violenta a própria alma, abala o emocional, confunde os sentimentos, os conceitos, e desvirtua a fé. Saber de tudo isso, e continuar aborrecendo a Deus, é abrir os braços para a morte.

Um comentário em “Em busca da vida, e do favor do Senhor

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: