“….não te metas com quem muito abre os lábios.”

fofocaUm dos principais problemas da humanidade é conseguir segurar, controlar, domar, a sua própria língua. Não falo propriamente do órgão, mas sim do instrumento maldito que ele se torna através do conteúdo imoral, supérfluo, e na maioria das vezes completamente dispensável que expõe os pensamentos de uma mente desfocada.

Um dos sintomas que revela esse tipo de indivíduo é apresentado em Provérbios 20:19 “O mexeriqueiro revela o segredo; portanto, não te metas com quem muito abre os lábios.” Já dizia o professor Carlos Guedelha na década de 90; “O ato de falar, é posterior ao ato de pensar”. E creio ser esse um dos motivos porque o que “muito abre os lábios” emite tantas opiniões frívolas, quase sempre carregadas de inveja, orgulho, e inferioridade.

Pensar que quando nos expressamos através de palavras faladas ou escritas, instantaneamente deixamos de ter poder sobre elas. Pensar antes de falar requer o mínimo de esforço para prever as possíveis conseqüências de uma interpretação equivocada. É por isso que a bíblia conceitua o mexeriqueiro como alguém não confiável. Alguém que falar sem pensar, sem respeitar, sem considerar que suas palavras poderão ferir ou prejudicar o próximo. “Não te metas com quem muito abre os lábios” enfatiza a bíblia.

O Senhor tem um plano muito mais alto para nós. Deus nos quer focados na missão, investindo o nosso tempo, a nossa vida, naquilo que realmente importa. Para realmente resolvermos os problemas precisamos ir à fonte da sabedoria. Precisamos buscar um relacionamento sincero com Deus para que Ele guie os nossos passos. Paulo nos advertiu sobre esse perigo, e nos deus orientações bem claras sobre o relacionamento com o semelhante. “… com toda a humildade e mansidão, com longanimidade, suportando-vos uns aos outros em amor, esforçando-vos diligentemente por preservar a unidade do Espírito no vínculo da paz; há somente um corpo e um Espírito, como também fostes chamados numa só esperança da vossa vocação;” Efésios 4:2-4.

Hoje cada cristão deve focar a sua vida no cultivo dos princípios do evangelho de Cristo.  Creio que essa vida de indolência é um dos principais motivos de tantos seres humanos consumirem o seu tempo, os seus dons e talentos de forma insignificante. Encerro esse comentário citando as palavras do Espírito de Profecia;

“Deve a porta mental ficar fechada às fofocas. Por que não deveríamos de, em vez de permitir que a inveja ou a suspeita penetrassem no coração, dirigir-nos aos nossos irmãos e, depois de franca mas bondosamente lhes expor o que ouvimos de deprimente em relação ao seu caráter e influência, orar com eles, e por eles? …Cultivemos diligentemente os puros princípios do evangelho de Cristo, a religião, não de estima própria, mas de amor, mansidão e humildade de coração. Então amaremos os irmãos e os estimaremos mais do que a nós mesmos. Nosso espírito não se demorará no lado escuro de seu caráter; não nos banquetearemos com o escândalo e os boatos. Ao contrário, pensaremos em “tudo o que é… verdadeiro, … se há alguma virtude, e se há algum louvor…” Filip. 4:8. Review and Herald, 3 de junho de 1884.”

Um comentário em ““….não te metas com quem muito abre os lábios.”

Adicione o seu

  1. Parabéns! Gostei muito do texto.
    Se as pessoas realmente colocar essas verdades em prática em suas vidas, com certeza, viveríamos como verdadeiros irmãos.

    Um forte abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: