Aos que aguardam um “Novo Tempo”

Novo Tempo 1080 AM Belém (PA)

Com 13 anos de existência na capital paraense a Novo Tempo 1080 AM está em processo de renovação de outorga. Relatórios e projetos fazem parte do vai e vem das correspondências entre a emissora e o Ministério das Comunicações. O setor jurídico da UNB acompanha todos os passos e presta total assessoria. Graças a Deus tudo caminha dentro da normalidade, e certamente a outorga será renovada por mais 10 anos.

A rádio surgiu através da iniciativa de homens apaixonados pelo evangelho, e que vislumbraram milhares de pessoas sendo alcançadas pela palavra de Deus aqui na região, pastores adventistas. Foram usados por Deus, mas assessorados por homens, e aí surgem as primeiras observações em relação à raiz de problemas que até hoje rondam esse veículo de comunicação.

A antiga rádio “Maguary” já era avançada em idade quando foi adquirida pela IASD. Esse é o primeiro ponto a ser destacado. Equipamento antigo, sucateado, mas trabalhando em sua normalidade graças à compatibilidade de todo o conjunto “contemporâneo”. Daí surgiu a Novo Tempo, que anunciava trazer um novo tempo usando um aparato técnico velho. No clímax da satisfação por ter uma emissora de comunicação, provavelmente líderes e igreja não conheciam a plenitude das condições.

Tudo isso aconteceu em 1995. A igreja se mobilizou, surgiram ofertas, patrocínios, todos estavam cheios de vontade de colaborar, e mesmo quem não ia pelo menos fingia. Os investimentos foram altos, e trabalhava-se com programação quase que 24h local. Muitos funcionários, muitos programas. Ninguém jamais vai esquecer aqueles momentos gloriosos, nem o antigo dono que provavelmente estava se regozijando com aquele que talvez tenha sido o seu melhor negócio.

Em 1999 o quadro de funcionários, a programação, já não eram os mesmos. Nem a colaboração e apoio dos irmãos que marcaram o início de tudo eram mais como antes. A frigideira já estava quente, e ao vivo. Uma rádio comercial sobrevive de “comercial”. E talvez as pessoas não tenham pensado nisso. Foram-se os recursos usados na compra da emissora, e juntos com eles o restante das ofertas para a aquisição. E ficou no ar a pergunta: quem vai pagar a conta?

 Talvez a maioria dos “ouvintes” tenha resumido o seu relacionamento com a rádio ao simples girar do potenciômetro que ligava o rádio. Foram-se os subsídios, e vieram as cobranças. E elas se intensificaram quando a “frigideira” começou a incomodar. Uma emissora que se distanciou do mercado publicitário que contemplava principalmente a promoção de produtos e serviços ilícitos à fé adventista: cerveja, cigarro, festas seculares, motéis, e etc. Será que ninguém foi avisado que alguém teria que pagar a conta?

Falando de rádio secular, pensar numa emissora sem essa fatia do bolo publicitário seria inconcebível. Mas estamos falando de emissora cristã, e nesse caso não nos faltam exemplos de emissoras de algumas igrejas que subsistem a esse impasse.  O fato é que não somos qualquer igreja, somos Adventistas do Sétimo Dia. Nessa condição passamos por uma situação peculiar em nossos meios de comunicação. A energia que mantém os transmissores não é e nem pode ser a mesma que mantém as “concorrentes”.

Não franqueamos horários, não é qualquer pessoa que se senta diante de um microfone de Novo Tempo. Não é qualquer mensagem que é pregada.  Não é qualquer programa que vai ao ar. Não se comercializa bênçãos em nossos estúdios. E os nossos ouvintes já estão satisfeitos e acostumados com isso. Mas algo que impulsiona, mantém, e impressiona nos fieis das concorrentes, é a consciência de que a rádio é deles, e não da igreja. Por isso, eles fazem de tudo para avançar, oram, doam, ofertam, anunciam e correm atrás de recursos que mantenham o sonho de ter uma rádio, realidade.

Alguém que compra um carro novo está sempre atento às revisões, e provê o que for necessário para perfeito funcionamento do bem adquirido. Mas há que relaxe nessas questões, e em pouco tempo aparecem as reclamações de que o carro não presta, faz barulho, é uma bomba. E ainda há quem deixa os pequenos problemas de lado, e depois de um tempo ao tentar resolver tudo de uma vez só exclame; que manutenção cara.

Treze anos se passaram, e agora diante de um esforço absurdo para fazer o que não foi feito, muitas pessoas insistem em perguntar ao “padeiro”, ou ao pipoqueiro, o “por que” das falhas no motor do “carro”. Analogias a parte, a exemplo dos “fieis” concorrentes deveríamos olhar para a emissora como se fosse nossa, porque essa é a realidade.  Agora se não valorizamos e não investimos no que é nosso, estaremos sempre no estágio da insatisfação, nos escondendo no anonimato reclamando de algo que compete a nós resolver. Já passou da hora de apagar a chama que “esquenta” a frigideira, e compartilharmos juntos do ovo que deixamos passar do ponto.

2 comentários em “Aos que aguardam um “Novo Tempo”

Adicione o seu

  1. Olá caro amigo!

    Tudo bem?
    É muito gratificante reecontrá-lo nesse mundo virtual, gostei do blog, tudo haver com você!
    Recentemente tive conhecimento da RNT de Belém na internet e para minha supresa tive o privilégio de ouvi a voz de Alessandro Simões!!!…rs.
    Confesso que passou um filme na mente, pois tudo isso fez lembrar o tempo que vc foi locutou aqui em Manaus…saudades desse tempo! E o que dizer dos amigos que marcaram? Que iam sempre na Igreja de Lirio do Vale fazer belos programas?! Que tempo bom hein?! Saudades mesmo!!! Mas é isso, o importante é que caminhamos na mesma estrada em busca de um grande ideal que é JESUS!
    Saiba que mesmo distante continuo sendo ouvite assídua do programa, ouço todos os dias a RNT de Bélem no meu trabalho e detalhe, juntamente com a minha equipe de trabalho, é maravilhoso ouvi mensagens enriquecedoras e poder compartilhar do amor de Jesus com a minha equipe.
    Caro Alessandro, o meu desejo é que DEUS continue te abençoando mais e mais e que vc continue grande em JESUS! Foi bom reecontrá-lo, mande notícias assim que puder. Agradeço!

    Amplexo tamanho do Amazonas

    Angela cativo
    Manaus-AM

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: